1. Portada
  2. Blogs
  3. Blog de Márcio Santos
  4. Sobe e desce nas temperaturas, assim serão os próximos dias.
Jueves, 29 Abril 2021 21:14

Sobe e desce nas temperaturas, assim serão os próximos dias.

Escrito por

Fim-de-semana fresco e ventoso

Abril está prestes a terminar, mês geralmente definido pela variabilidade meteorológica por excelência e que este ano levou à letra esta característica.

Após a passagem da depressão Lola, recuperamos alguma estabilidade nas últimas horas, contudo a presença de ar frio em altitude fez com que, novamente, houvesse lugar ao crescimento de nebulosidade de evolução, que tornou os céus nacionais cinzentos em especial durante as tardes, sem grandes consequências, ao contrário dos dias anteriores.

Nas próximas horas iremos assistir ao fortalecimento das altas pressões na Gronelândia, cuja pressão máxima pode atingir segundo o modelo americano GFS cerca de 1065hPa.

Potente anticiclone na Gronelândia

Potente anticiclone na Gronelândia

Esta configuração, aliada com uma vasta área de baixas pressões no norte da Escandinávia criará um corredor de ar frio de norte que afetará boa parte da Europa, ao qual também a Península Ibérica não escapará, com a isoterma 0ºC a tocar o extremo norte do país durante o fim-de-semana, isto significa que as temperaturas tanto mínimas como máximas tenderão a descer nos próximos dias, não se descartando alguma geada pontual durante as madrugada de sábado e domingo em alguns locais mais abrigados do interior Norte e Centro. Segundo o IPMA, Montalegre pode mesmo chegar aos 0ºC, Guarda 1ºC, Penhas Douradas -1ºC, a Torre na Serra da Estrela aos -4ºC, valores francamente baixos para inícios de maio.

O fim de semana será fresco e algo ventoso, e a próxima semana?

Como vos disse no início do artigo, se há algo que caracteriza a primavera é a variabilidade, depois das trovoadas intensas e desta irrupção de ar polar durante o fim-de-semana, tudo indica que logo a seguir e coincidindo com a primeira semana de maio, as condições meteorológicas tendem a mudar uma vez mais de forma radical, deixaremos as anomalias negativas de lado e voltaremos a falar de temperaturas muito agradáveis e em linha com o esperado para a época do ano no nosso país. Assim, de momento a tendência é de uma subida gradual das temperaturas a partir de dia 2 de maio, que se irá sentir mais significativamente a partir de dia 3, uma subida das máximas na ordem dos 5/8ºC em relação a sábado, dia 1 na generalidade do território continental. As mínimas também irão subir mas de uma forma muito lenta e gradual, daí que haverá grandes amplitudes térmicas, ou seja grande diferença entre os valores registados ao nascer do sol e a meio da tarde.

Anomalias a 850hPa para dia 2 de maio:

Anomalias a 850hPa para dia 6 de maio:

Como podem verificar nos mapas acima, de uma anomalia negativa (fim-de-semana), iremos passar a uma anomalia positiva (meados da próxima semana) nas temperaturas a 850hPa (cerca de 1500 metros de altitude) e isto vai refletir-se nas temperaturas previstas, em especial nas máximas, segundo o IPMA, Chaves e Lisboa poderão chegar aos 23ºC, Mirandela e Santarém aos 25ºC e Mértola aos 26ºC.

E precipitação?

De momento, os principais modelos globais estão de acordo, as quantidades de precipitação previstas pelo menos até dia 6 de maio são muito baixas ou mesmo nulas em todo o território continental.

E nos arquipélagos?

Na Madeira, o tempo seguirá sem grandes alterações, com tempo variável, precipitação dispersa mais provável nas vertentes norte e terras altas, com as máximas a variar entre os 20 e os 23ºC no Funchal, os 20 e os 21ºC no Porto Santo e os 8 a 11ºC no Areeiro.

Nos Açores, continuação de tempo húmido, com precipitação mais significativa nas ilhas dos grupos ocidental e central em especial no sábado e domingo, as temperaturas não sofrerão alterações muito significativas com máximas próximas aos 20ºC em todo o arquipélago.

Como sabem, as previsões a mais de 3 dias têm sempre alta margem de falibilidade, pelo que é importante que sigam com atenção todas as atualizações que irei fazer durante os próximos dias, pelo que acima deste prazo devem ser entendidas como meras tendências e nunca como dados adquiridos.

Grato pela sua atenção e até amanhã.

Si te gusta Meteovigo valora nuestro trabajo dejando una reseña en Google: ->> Valorar Meteovigo
Actualizado: Viernes, 30 Abril 2021 15:09
Márcio Santos

Márcio Santos, nascido em Chaves a 21 de Abril de 1985. Meteorologista amador, autodidata e comunicador, desde sempre apaixonado por fenómenos extremos, astronomia, vulcanismo e natureza. Criador da maior comunidade online dedicada à meteorologia em Portugal, o Meteo Trás-os-Montes, presente no Facebook, Instagram e Twitter.